E você, prefere tomar café ou chá?

Compartilhe este texto:

Além de serem uma delícia, o café e o chá podem ainda se complementar já que têm substâncias importantes – a cafeína, por exemplo, acelera o coração e o cérebro; já a teína, presente no chá, diminui a excitação do cérebro causada pela cafeína, dando mais concentração e foco.

O CAFÉ

coffe arabicaO café é uma bebida produzida a partir dos grãos torrados do fruto do cafeeiro. É servido tradicionalmente quente, mas também pode ser consumido gelado. O café é um estimulante, por possuir cafeína — geralmente 80 a 140 mg para cada 207 ml dependendo do método de preparação.

Espécies e varietaisxícara café
Coffea arabica, Moca, Coffea canephora (robusta), Kopi Luwak, Coffea liberica

Métodos de preparo
Café coado • Café de percolador • Espresso (lungo, ristretto) • Café turco • Café solúvel • Cafeteira italiana • Prensa francesa

Bebidas com café
Café americano/Long black • Café-com-leite • Cappuccino • Galão (café) • Garoto (café) • Irish coffee • Latte • Macchiato (espresso, latte) • Red eye • Café bombón

O segmento de cafés especiais representa, hoje, cerca de 12% do mercado internacional da bebida. Os atributos de qualidade do café cobrem uma ampla gama de conceitos, que vão desde características físicas, como origens, variedades, cor e tamanho, até preocupações de ordem ambiental e social, como os sistemas de produção e as condições de trabalho da mão-de-obra cafeeira.

Para diferenciação dos cafés especiais, deve-se ter como base atributos físicos e sensoriais, como a qualidade da bebida, que precisa ser superior ao padrão. As principais categorias de cafés especiais são:

Café de origem certificadaEstá relacionado às regiões de origem dos plantios, pois alguns dos atributos de qualidade do produto são inerentes à região onde a planta é cultivada;

Café gourmet – Grãos de café arábica, com peneira maior que 16 e de alta qualidade. É produto diferenciado, quase isento de defeitos;

Café orgânico – É produzido sob as regras da agricultura orgânica. O café deve ser cultivado exclusivamente com fertilizantes orgânicos e o controle de pragas e doenças deve ser feito biologicamente. Apesar de ter maior valor comercial, para ser considerado como pertencente à classe dos cafés especiais, o café orgânico deve possuir especificações qualitativas que agreguem valor e o fortaleçam no mercado;

Café fair trade – É aquele consumido em países desenvolvidos por consumidores preocupados com as condições socioambientais sob as quais o café é cultivado. Nesse caso, o consumidor paga mais pelo café produzido por pequenos agricultores ou sistemas de produção sombreados, onde a cultura é associada à floresta. É muito empregado na produção de cafés especiais, pois favorece a manutenção de espécies vegetais e animais nativos.

O CHÁ

planta chá

Origem do chá

Consumido depois da refeição, no fim da tarde, antes de dormir, ou a qualquer momento, o chá – que teve sua origem no Oriente – tornou-se popular em vários países e também no Brasil, sendo a segunda bebida mais consumida no mundo, depois da água. É feito com a infusão de folhas em água quente e, tradicionalmente, são usadas folhas da planta chamada chá (camellia sinensis), que pode ser verde, branco, preto ou Oolong, intermediário entre o verde e o preto. Em relação aos chás, eles são classificados de acordo com o processo de fermentação – o chá verde, por exemplo, não é fermentado e, por isso, é o que tem as propriedades mais conservadas do que outros, como o chá branco e o preto. Cada variedade adquire um sabor definido de acordo com o processamento utilizado, que pode incluir oxidação, fermentação, e o contato com outras ervas, especiarias e frutos. Com o tempo, os povos começaram a usar outras folhas, flores e frutos. Devemos observar que há ainda uma diferença entre chá e infusão – bebidas de ervas e frutas que as pessoas costumam chamar de chás são, na verdade, infusões, porque não têm a folha de camellia sinensis.

Além de proporcionar um momento de relaxamento ou de reunir amigos, tomar chá é um hábito muito saudável. Dependendo da folha usada na infusão, a bebida pode oferecer nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo

Inicialmente consumido apenas com objetivo medicinal,  aos poucos passou a ser usado, como bebida, por prazer.O pioneiro na difusão dessa característica foi Confúcio, líder espiritual chinês que desenvolveu e disseminou preceitos éticos no século VI a.C. O chá aportou na Europa, trazido por holandeses e portugueses, devido às colônias que tinham na China. Mas foi no século XVIII que a bebida se espalhou pelo mundo, pois os ingleses incluíram o chá no cardápio diário, o famoso ‘chá das 5’.

O Chá Verde, um protetor natural

O chá verde e o chá preto são preparados com folhas da mesma planta, Camellia sinensis. O chá preto é responsável por 75% do chá consumido no mundo e o chá verde, por apenas 22%. O chá que era consumido como medicamento, passou a ser do gosto popular devido as suas característica organolépticas. Seus componentes flavonóides e catequinas apresentam uma série de atividades biológicas, antioxidante, quimioprotetora, antiinflamatória e anticarcinogênica. Vários estudos vêm sendo desenvolvidos por pesquisadores em varias regiões do mundo para comprovar estas atividades terapêuticas, objetivando compreender os mecanismos de ação do chá verde.

Modo de preparoChá bule
Nada mais simples do que preparar um chá; basta ferver a água e depois colocar as folhas em infusão. O ideal é a bebida ser tomada entre as refeições – quente ou fria – e seu preparo ser feito na hora. Quando deixado em garrafa térmica, o chá pode perder até metade das propriedades funcionais. Apesar de em muitos países, como a Inglaterra, o chá ser misturado ao leite, nutricionistas informam que esse modo de preparo prejudica a absorção das catequinas, encontradas principalmente no chá verde e responsáveis pela ação antioxidante.

Agora, que tal preparar um café ou chá  bem aromático, reconfortante? Veja onde encontrar cafés e chás especiais ,  dicas para fazer um ótimo café, uma sugestão de chá aromatizado e mãos à obra!

Publicado por

Nastacia e Benta

Tia Nastácia com habilidades mágicas na cozinha, uma profunda conhecedora dos sabores e das tradições populares do Brasil , frita bolinhos de chuva, assa biscoitos, cozinha lentamente a geleia feita com as jabuticabas plantadas no quintal. Foi de suas mãos que surgiu a a irreverente, tagarela e espevitada boneca de macela Emília. Já D.Benta é uma mulher idosa, avó de Narizinho e Pedrinho. Dona do Sítio do Pica-Pau Amarelo, ela se diverte muito com os conflitos das tramas infantis. Muito sabida, sempre ensinando coisas novas aos netos e informando-os sobre a cultura do Brasil e do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *