Livros+Livros

Compartilhe este texto:

Lista de livros interessantes.  Boa leitura!

Larousse Gastronomique    larousse-2-180838_l-1

Principal livro de técnica culinária do planeta. Tem duvida como é um corte, como fala o nome de determinada técnica, como faz determinado passo-a-passo? Não tenha! A Larousse está aí para isso. Ela guia todo e qualquer chef, objeto fundamental de estudo para cozinheiros.

 

BRAS, Michel Bras

Michel BrasChef francês que preza pelo cuidado a cada detalhe, ao produto de seu terroir, ao mínimo detalhe. Um dos livros mais belos e plásticos da história da gastronomia, com a técnica impecável de Michel Bras.

 

 

 

 

 

La Cocina al desnudo, Santi Santamariala-cocina-al-desnudo-9788499980195

Grande chef espanhol, Santi era o principal opositor a Ferran Adriá. Critica nesta obra fortemente o uso de produtos da indústria (espessantes, texturizantes, etc) na cozinha de um restaurante. Defende a gastronomia mais sana, com produtos de mercado, respeitando o produto, realçando sabores e técnicas, ressaltando que a experiência gastronômica deve ser perfeita do olfato a degustação, e também a digestão.

 

 

 

escoffianas-alex-atalaEscoffianas Brasileiras, Alex Atala

O nome é uma brincadeira com Auguste Escoffier e as Bachianas Brasileiras de Villa-Lobos. O maestro usou o nome de Bach para compor a música brasileira, como Atala usa Escoffier para destrinchar a gastronomia nacional. É, talvez, o principal trabalho sobre produtos e ingredientes brasileiros, com as receitas e técnicas modernas de Atala, com fotos incríveis que por si só já valem a pena.

 

ESPECIAL DESTAQUE 1

PenseNoGarfo
Pense no Garfo!

Bee Wilson
Uma história da cozinha e de como comemos

Uma viagem pela cozinha ao longo dos tempos, revelando a história oculta de objetos cotidianos sobre os quais raramente pensamos – e sua influência sobre o que, e como, comemos!
Recebida com entusiasmo pela crítica especializada inglesa e americana, essa é uma irresistível história cultural das nossas cozinhas unindo história, ciência, antropologia e gastronomia.
Os primeiros potes de barro, por exemplo, possibilitaram a invenção da sopa, permitindo que mais indivíduos, mesmo sem dentes, chegassem à idade adulta. A escassez de lenha fez com que as refeições orientais viessem a ser preparadas em pequenos pedaços, que cozinham mais rapidamente, demandando menos combustível para o fogo. O hoje prosaico garfo, usado desde tempos remotos no preparo das refeições, só na era moderna passou à mesa – e modificou os dentes da aristocracia.
A premiada jornalista de culinária Bee Wilson nos oferece um texto fluente e apetitoso e nos mostra que os utensílios usados para cozinhar moldam o que comemos (e vice-versa), mas também transformam a maneira como consumimos nossos alimentos e como pensamos sobre eles.
Lançamento: 29/5/2014
Tradutor: Vera Ribeiro
344 páginas, 16x23cm

Publicado por

Nastacia e Benta

Tia Nastácia com habilidades mágicas na cozinha, uma profunda conhecedora dos sabores e das tradições populares do Brasil , frita bolinhos de chuva, assa biscoitos, cozinha lentamente a geleia feita com as jabuticabas plantadas no quintal. Foi de suas mãos que surgiu a a irreverente, tagarela e espevitada boneca de macela Emília. Já D.Benta é uma mulher idosa, avó de Narizinho e Pedrinho. Dona do Sítio do Pica-Pau Amarelo, ela se diverte muito com os conflitos das tramas infantis. Muito sabida, sempre ensinando coisas novas aos netos e informando-os sobre a cultura do Brasil e do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *