Primavera para mais sabor e cor

O horário de verão está para chegar, os ares da primavera de outubro sopram mornos convidando todo mundo para sair de casa, as caminhadas, os esportes, a alimentação fica mais leve, os pratos têm como requisitos sabores delicados, aromas frescos e cores abundantes.

Saladas, sanduíches, drinks, sucos, massas leves, peixe, frango, verduras e legumes, frutas como maçã, kiwi, manga, abacaxi e ingredientes frescos, do tipo hortelã e menta, compõem molhos e recheios leves e também viram hits da estação.

 

Caipira de frutas e hortelã

Ingredientes

6 cubo(s) de abacaxi, 1 colher de sopa de framboesa ou morango

6 folhas de hortelã

60 ml de destilado e 2 colheres de açúcar ou  adoçante a gosto

Modo de preparo

Num copo alto, para caipirinha, macere todas as frutas. Na sequência, complete com gelo e acrescente o destilado e o açúcar (ou adoçante). Decore com folhas de hortelã e sirva.

 

 

Smootie de morango, abacaxi, gengibre e hortelã

Ingredientes

4 rodelas de abacaxi;

100 ml de água;

1/2 xícara de morangos;

folhas de hortelã a gosto.

1 colher de sopa de gengibre ralado

Modo de preparo

Separe as fatias do abacaxi e leve para bater no liquidificador  com os morangos já limpos, as folhas de hortelã lavadas, o gengibre e a água (de preferência filtrada), acrescente cubos de gelo e bata novamente. Sirva sem adoçar.

 Sanduíche exótico

Ingredientes

1/2 colher de sopa de café solúvel

1 colher de sopa de água

4 colheres de sopa de cream cheese

8 fatias de pão de aveia light

200 g de queijo prato fatiado

200 g de lombo condimentado fatiado

8 folhas de alface romana picadas

1 beterraba média ralada

Modo de preparo

Dissolva o café na água e misture o cream cheese. Espalhe a mistura de cream cheese e café em metade das fatias de pão. Depois, distribua em camadas nas fatias o queijo, o lombo, a alface e a beterraba. Feche os sanduíches com as outras quatro fatias e sirva a seguir.

Sanduíche Ciabata

Ingredientes

1 pão ciabata médio

1 colher de sopa de azeite

4 colheres de sopa de queijo cottage

1 cenoura pequena ralada

1 xícara de chá de folhas de rúcula

100 g de presunto cozido

folhas de manjericão a gosto

8 rodelas de palmito em conserva

Modo de preparo

Corte o pão ao meio no sentido do comprimento. Passe um pouco de azeite nas duas fatias e leve ao forno pré-aquecido a 250ºC por dez minutos aproximadamente.

Enquanto o pão estiver no forno, misture o queijo cottage com a cenoura. Retire o pão do forno, forre com rúcula, cubra com a mistura de queijo com cenoura e coloque as fatias de presunto dobradas ao meio por cima de cada metade do pão. Decore com o manjericão e as rodelas de palmito e sirva.

Molho de Mostarda e Mel

Ingredientes

1 colher (sopa) de mostarda de Dijon

1 colher (sopa) de mel

3 colheres (sopa) de vinagre de vinho tinto

½ xícara (chá) de azeite

1 pitada de sal

pimenta-do-reino em grãos moída na hora a gosto

 Modo de preparo

Num pote de vidro com tampa, junte a mostarda, o mel, o vinagre e o azeite. Tampe e agite bem até formar um molho liso. Prove (veja que algumas mostardas são mais picantes e salgadas que outras), e então tempere com sal e pimenta. Tampe novamente e agite apenas para misturar. Utilize a seguir ou mantenha na geladeira por até 5 dias.

Molho de menta

Ingredientes

1 copo de iogurte natural desnatado

1 maço de hortelã

1 colher de sopa de suco de limão

Modo de Preparo

Bata metade do copo com as folhas de hortelã no processador.

Junte com o resto do iogurte e batendo sem parar, acrescente o suco de limão até que dê consistência.

Sirva gelado em saladas ou acompanha em frutas.

Sugestão: Faça espetinhos de frutas variadas ou legumes crus, como cenoura, pepino tomate cereja e sirva com o molho. É uma excelente pedida em dias quentes.

Insalata Primavera

 Ingredientes (4 porções)

2 xícaras (de chá) de farfalle (macarrão gravatinha)

1 xícara (de chá) de tomate cereja picado

1 xícara (de chá) de pepino picado

1 xícara (de chá) de queijo coalho picado

1/2 xícara (de chá) de azeitona preta e verde sem caroço, picada

1/2 xícara (de chá) de cebola roxa picada

1 xícara (de chá) frango cozido em sal e desfiado

½ xícara (de chá) de peito de chester fatiado e picado

1/2 xícara (de chá) de folhas frescas de manjericão

1 colher (de sobremesa) de gergelim preto

Molho

1/2 xícara (de chá) de azeite de oliva extra virgem

Suco de 1/2 limão

1 colher (de chá) de sal

Modo de Preparo

Cozinhe o macarrão conforme instruções da embalagem, ponto al dente. Escorra e passe pela água fria (para cortar o cozimento), até o macarrão esfriar. Coloque em uma travessa e acrescente todos os ingredientes, exceto os do molho. Misture bem, mas delicadamente. Em um outro recipiente misture os ingredientes do molho e despeje sobre a salada, misture cuidadosamente, tampe e leve à geladeira por mais ou menos 30 minutos.

Sugestão: se gostarem de frutas junto com a salada, basta acrescentar, ½ xícara de chá de maçã vermelha (com a casca) e kiwi (descascado) picados, traz um sabor e colorido tropical para a salada.

Tomates recheados Primavera

 Ingredientes

500 g de camarão

6 tomates grandes

300 g de seleta de legumes (ervilha em conserva, cenoura cozida picada, vagem cozida e picada)

100 g de pimentão verde em cubinhos

Sal e pimenta-do-reino a gosto

azeite de oliva

50 ml de conhaque

150 g de requeijão cremoso

1 dente de alho bem amassado

Tempero verde a gosto

Modo de Preparo

Em uma frigideira coloque um fio de azeite e deixe aquecer bem, coloque o dente de alho e os camarões, refogue até os camarões ficarem rosados. Adicione o conhaque e flambe. Separe alguns camarões maiores para decorar, reserve.

Na mesma frigideira adicione a seleta de legumes já cozida e os pimentões crus, refogue rapidamente, tempere com sal e pimenta. Retire do fogo e deixe esfriar.

Lave bem os tomates e corte a parte de cima formando uma tampa. Com o auxílio de uma colher de café retire a polpa e as sementes. Passe sal e pimenta internamente.

Misture o refogado de legumes com os camarões, adicione cheiro-verde e acerte o sal e a pimenta.

Com o auxílio de uma colher coloque o recheio até a metade do tomate acrescente uma colherada de requeijão e termine de encher com o refogado. Repita o processo com todos os tomates. Tomando cuidado para não romper a tampa do tomate.

Decore com os camarões reservados. Sirva gelado.

Drinks de Espumantes – Verão e Festas

O espumante é uma ótima bebida para ser utilizada como base de drinks refrescantes e leves. Seu teor alcoólico, em comparação aos destilados, tão tradicionalmente utilizados para esse fim, tornam a bebida muito mais leve e agradável, além de mais saudável.

Certamente que o gelo (e as frutas) irão alterar as características do produto. Mas o momento de consumo e apreciação de um espumante deve ser livre de compromissos e formalidades, sempre.

Seguem aqui algumas boas receitas de drinks e coquetéis que levam espumante como ingrediente.

Inicio pelas tradicionais Bellini, Rossini, Kir Royal e Mimosa, e na sequência teremos as receitas diferenciadas. Todas as receitas são para doses individuais.  Façam bom proveiro!

drinks-trio

BELLINI

Ingredientes:

1 parte de suco de pêssego

3 partes de espumante

Modo de Preparo:

Coloque o suco de pêssego na taça de espumante e complete com espumante prosecco.

 

ROSSINI

Ingredientes:

1 morango médio

açúcar (opcional)

100ml de espumante/prosecco

 

Modo de preparo:

Triture ou amasse bem o morango num recipiente separado.

Uma pitada de açúcar é opcional.

Misture gentilmente com o espumante.

Mergulhe um morango se quiser enfeitar e aproveite.

Sirva em seguida.

 

KIR ROYAL

Ingredientes:

15 ml de Creme de Cassis por copo

150-180 ml de vinho espumante branco (cava)

Uma pitada de raspas de laranja

Um cacho de miniuvas ou de outra fruta para guarnição

Modo de preparo:

Resfrie previamente as taças de espumante com pedras de gelo. Jogue fora o gelo antes de colocar o coquetel.

Retire uma lasca de casca de laranja (evitando o sumo), esprema para permitir que o óleo venha à superfície e passe ao redor da borda da taça. Em seguida, deixe-a no fundo.

Coloque o creme de cassis na taça e preencha com o espumante (até encher ¾ da taça). Acrescente frutas frescas.

 

ROSSINI SPRITZ

Ingredientes:

10 morangos médios

10 folhas de hortelã

50ml de calda de açúcar (ou 1 colher de sopa açúcar comum)

50ml de vodca

350ml de espumante  prosecco

100ml de club soda (ou água com gás)

5 rodelas de limão

gelo (a gosto)

Modo de preparo:

Pique os morangos grosseiramente e coloque em uma tigela junto com a hortelã.

Amasse tudo com um pilão para caipirinha ou um amassador de batata e passe para uma jarra de cerca de 1 litro.

Adicione todos os outros ingredientes e o suficiente de gelo para completar a jarra.

Misture levemente, mas não mexa demais para que o drink não perca o gás, nem fique aguado.

Sirva imediatamente em copos de vinho, sempre deixando cair em cada copo um pouco de gelo e uma rodela de limão.

Como fazer calda de açúcar

Ingredientes:

Mesma quantidade de água e de açúcar. Por exemplo, 100g de açúcar e 100ml de água

Modo de preparo:

Leve a água e o açúcar ao fogo e deixe ferver somente até que os dois se misturem. Deixe esfriar antes de colocar no drinque.

 

MIMOSA

Ingredientes

300 ml de suco de laranja

1 garrafa (750 ml) de espumante

 

Modo de preparo

Em uma jarra ou garrafa, misture o suco de laranja com o espumante. Sirva a seguir em taças de espumante.

Rendimento: 6-12 doses

 

AGRIPINO

Ingredientes

10 ml de vodca cítrica

1 bola de sorvete de limão-siciliano (ou de tangerina)

40 ml de espumante brut

1 tira de casca de limão-siciliano para decorar (ou de laranja se usar de tangerina)

Modo de fazer

No liquidificador, bata ligeiramente a vodca e o sorvete. Em uma taça, despeje a mistura e complete com o espumante. Decore com a casca de limão e sirva.

 

FRISCO

Ingredientes

10 ml de xarope de hortelã

75 ml de espumante brut

1 folha de hortelã para decorar

Modo de fazer

Em uma taça, despeje o xarope e complete com o espumante. Decore a borda da taça com a hortelã e sirva.

 

BIG APPLE

Ingredientes

1 colher (sobremesa) de açúcar

1 colher (café) de canela em pó

1 fatia fina de maçã verde em meia-lua

90 ml de espumantebrut

Modo de fazer

Em uma tigela, misture bem o açúcar e a canela em pó. Envolva a lâmina da maçã com a mistura, formando uma crosta. Reserve. Em uma taça, despeje o espumante. Junte a maçã em crosta e sirva.

 

BERRY BUBBLES

Ingredientes

6 fatias finas de morango fresco

10 ml de licor de framboesa

10 ml de licor de amora

75 ml de espumante em uma taça

Modo de fazer

Junte as lâminas de morango e os licores. Complete com o espumante e sirva.

 

MORANGO REFRESCANTEdrink-morango

Ingredientes

5 unidades de morangos maduros

1 colher de chá de açúcar ou adoçante

1 copo de espumante brut gelado (1 copo  drink)

1 unidade de morango para decorar (fazer um pequeno corte no centro do morango, e encaixá-lo na borda do copo.)

gelo a gosto

Modo de preparo

Bater os morangos picados, o açúcar e o gelo em uma coqueteleira.

Adicionar o espumante delicadamente, inclinando o copo em 45 graus para manter todo o gás da bebida.

Decoração

Fazer um pequeno corte no centro do morango, e encaixá-lo na borda do copo.

Usar copo long drink para dar um aspecto de frescor.

Dicas: caso não tenha coqueteleira, esmague os morangos no mesmo copo onde o drink será montado. Logo após, prossiga a receita normalmente. O que confere frescor ao drink é a acidez do espumante gelado, portanto, atenção para não desperdiçar o gás.

 

FRUIT

Ingredientes:

Abacaxi (3 pedaços pequenos)

Hortelã (2 raminhos de hortelã)

1 colher de sopa de suco de tangerina

2 morangos

espumante

Modo de preparo:

Amasse tudo, acrescente gelo e complete com espumante. Utilize copo longo.

 

SOUR ESPUMANTE

Ingredientes:

2 colheres de sopa de suco de limão

4 colheres de sopa de suco de manga

3 colheres de suco de morango

Açúcar a gosto

espumante

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes em uma taça e adicione o espumante. Uma dica é misturar, separadamente, mais açúcar no suco da fruta que desejar que fique na parte de baixo da taça e mais espumante na que desejar que fique na parte de cima.

 

ESPUMANTE SUNRISE

Ingredientes:

4 colheres de sopa de suco de laranja

2 colheres de sopa de groselha

espumante

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes em uma taça e complete com espumante.

Ingredientes:

2 colheres de sopa de calda de tangerina

espumante

Modo de preparo:

Apenas jogue a calda na taça com espumante e misture.

 

PEACH ESPUMANTE

Ingredientes:drink-sour

4 colheres de sopa de pêssego picado

espumante

Modo de preparo:

Bata o pêssego no liquidificador até virar um creme, coloque em um copo e adicione espumante até completar.

 

STOP LOSS DRINK

Ingredientes:

4 colheres de sopa de suco de cranberry

2 colheres de sopa de licor de amora

espumante brut

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes nas medidas corretas em uma taça flute e complete com espumante brut.

 

NOEL BEAR

Ingredientes:

2 colheres de sopa de licor de morango

1 colher de sopa de xarope de maçã verde

espumante brut

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes nas medidas corretas em uma taça flute e complete com espumante brut.

 

BULL CAMP

Ingredientes:

1 colher de sopa de xarope de tangerina

3 colheres de sopa de schweppes citrus

espumante brut

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes nas medidas corretas em uma taça flute e complete com espumante brut.

 

drinks-coloridos-para-festas
Drinks coloridos e refrescantes!

 

FRESH

Ingredientes:

1 colher de sopa de xarope de folhas hortelã

1 colher de sopa de suco de limão siciliano

4 colheres de sopa de suco maçã verde

espumante

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes em uma taça e complete com espumante.

 

SORBET

Ingredientes:

1 1/5 colher de sopa de suco de limão siciliano

1 colher de sopa de xarope de tangerina

espumante

gelo

Modo de preparo:

Bata gelo no liquidificador na quantidade suficiente para adquirir a consistência de frozen. Encha metade do copo com frozen e adicione o limão siciliano e o xarope de tangerina. Complete com espumante até a boca do copo.

 

BON JOUR

Ingredientes:

4 colheres de sopa de suco de melancia

1 colher de sopa de xarope de menta

xarope de canela a gosto

espumante brut

Modo de preparo:

Coloque em uma taça os ingredientes e complete com espumante.

 

JOSEPHINE 

Ingredientes:

2 pedaços de morango

2 pedaços de framboesa

2 pedaços de manga

3 colheres de sopa de vinho moscatel

espumante

Modo de preparo:

Coloque em uma taça as frutas cortadas e adicione o vinho. Complete com espumante.

 

SOUPE DE ESPUMANTE

Ingredientes:

2 colheres de sopa de iogurte de amora

1 1/5 de suco de lichia

espumante

Modo de preparo:

Coloque em uma taça o iogurte de amora e a lichia e complete com espumante.

 

drink-colorido

 

SWAP DRINK

Ingredientes:

1 colher de sopa de licor de banana

1/2 colher de sopa de limão siciliano

1 1/2 colher de sopa de licor de pêssego

espumante

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes nas medidas corretas em uma taça flute e complete com espumante brut.

 

APPLE SOUR

Ingredientes:

1 colher de sopa de maçã verde sirop

1 colher de sopa de gotas de pastis

2 colheres de sopa de vodca de vanille

espumante

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes nas medidas corretas em uma taça e complete com espumante.

Se você tem interesse por espumantes, se aprecia esta bebida, veja mais sobre o assunto nos posts  já publicados ABC do Espumante  e  Diferenças entre champagne, espumante, frisante, prosecco.

Bebidas alcoólicas são proibidas para menores. Se beber, não dirija.

 

Sobre Licores e Cordiais, um pouco de tudo.

Erroneamente pensamos que existe uma grande diferença entre um licor e um cordial.  De fato, ambas as palavras querem dizer a mesma coisa: bebida açucarada, alcoólica, feita de espíritos redestilados ou misturados, a que se adicionam aromatizantes e corantes.
Licor é a designação mais usada na Europa.
Na Inglaterra, por exemplo, a palavra cordial é usada para descrever bebidas não alcoólicas, mas aromáticas e doces, como o Lime Juice Roses, que trás no rótulo a palavra cordial.
Dizem alguns estudos sobre esta matéria que a palavra cordial começou a ser utilizada quanto às bebidas doces porque eram consumidas em ambiente cordial e amigável.
Vamos deixar para trás, deliberadamente, a palavra cordial e apenas usaremos o termo licor.
icores01Como já mencionamos os licores são obtidos a partir de um espírito (álcool, aguardente vínica ou outro tipo), aromatizantes e açucarados, ervas, frutos, raízes, especiarias e flores. Esta definição parece dizer tudo mas, no entanto, é quase nada, tal é a imensidão deste tema.
O aparecimento dos licores remonta de tempos imemoriais. Consta que já nas tumbas, do velho Egito, foram encontradas receitas de licores que eram usados como digestivos e como produtos medicinais, especialmente nos problemas do estômago.
Os monges e alquimistas faziam destilações, em atmosfera de magia, tentando descobrir um elixir que lhes desse a eternidade.
Este sistema contribuiu para o aparecimento de muitos licores que são hoje famosos, especialmente alguns feitos à base de ervas.

Na época medieval, os famosos cozinheiros de então usavam os licores como aromatizantes, para disfarçar o aroma das carnes em más condições, assim como de alguns vegetais. Devido à sua doçura eram muito usados em bolos de creme e sobremesas.
 benedictine Vitral 1Na Idade Média, o vinho (e, mais tarde, o álcool) era o principal antisséptico. Mas as plantas, raízes e ervas eram pesquisadas pelos monges para a cura de várias doenças. Os alquimistas levaram tais pesquisas adiante. Registros apontam Arnaldo de Vilanova, sábio catalão nascido em 1240, aproximadamente, como o inventor “das tinturas modernas nas quais as virtudes das ervas são extraídas pelo álcool”. Com seu discípulo Raimundo Lúlio, foi o primeiro a escrever o tratado sobre o álcool e divulgar receitas de licores curativos. Ao álcool açucarado, eram misturados limão, rosa e flor de laranjeira. Há indícios da adição de pepitas de ouro às misturas, consideradas panaceias (remédios para todos os males).
Quando a Peste Negra espalhou-se pela Europa, no século 15, os licores associados a bálsamos vegetais e tônicos tornaram-se medicamentos preciosos.
Além da aguardente de vinho, outros álcoois eram utilizados para fazer licores, tais como o rum. Era comum a fabricação doméstica de licores e a utilização na cozinha e confeitaria. A rainha Catarina de Médicis, em visita à Itália, levou algumas receitas para a França. Luís XIV, apreciador da bebida, deliciava-se com um licor de âmbar e grãos de anis, canela e almíscar.

No século XV, os italianos despontaram para liderar o “mundo” dos licores, particularmente famosos entre as senhoras e usados para os mais variados fins.
Eram tomados pelas mulheres quando estavam prestes a dar a luz, as ervas usadas serviam como medicina e o álcool como primeira anestesia.
As moças da época quando estavam interessadas em cativar o apaixonado ofereciam-lhe um especial licor afrodisíaco.

Durante o século 19, a indústria da destilação cresceu. Surgiram, no mercado, muitas variedades de licores, e os caseiros começaram a desaparecer. Os italianos sofisticaram a produção de licores.

O licor nos tempos modernos
A imagem de fabricação e consumo dos licores começou a mudar bastante a partir de 1920. Em 1930 houve grandes mudanças, graças à ação das relações-públicas dos importadores e fabricantes.
O creme de menthe frappé foi promovido a bebida da moda, em 1960.
Em 1970 a casa GALLIANO popularizou o famoso Harvey Walbenguer. E foram atitudes deste gênero aliadas à ação dos barmen (adicionando licores aos drinks da moda) que criaram nas pessoas uma nova maneira de consumir licores, marcando assim uma época.

garrafas lindasE ainda, as garrafas de licores sempre tem um design diferenciado, muito bonitas!

Elegante-cristal-quadrado-jarro-de-vinho-vermelho-gravado-sabor-garrafa-de-licor-vinho-Pourer-Bar-decoração

De que são feitos os licores
Entram no fabrico dos licores, como aromatizantes, os seguintes produtos: plantas (manjericão, hissopo, hortelã, erva-cidreira, alecrim), flores (camomila, alfazema, alecrim, rosa, laranjeira, etc.), frutos (banana, maracujá, morango, laranja, tangerina, medronho, cereja, groselha, melão, tâmara, pêra, kiwi, pêssego, abricot, amêndoa, etc.), cascas de árvore (quina, canela, sândalo), raízes (angélica, aipo, genciana, cenoura), sementes (anis, damasco, café, cacau, zimbro, pimenta, nozes, baunilha, etc.), açúcar (açúcar de cana, beterraba, mel e suco de uvas concentrado).

Classificação

 Os licores classificam-se segundo a variedade de produtos com que são fabricados:
a) Licores à base de plantas
b) Licores à base de frutos
c) Licores à base de essências
d) Licores à base de natas, cremes de leite (este grupo de licores é recente, assim como o aparecimento dos dos Cream Liqueurs: Bailey’s, Carolan’s, Emmets, Royal Tara, etc.).

Quanto ao método de fabricação agrupamos os licores do seguinte modo:
a) Por destilação (licores à base de plantas)
b) Por infusão/maceração (licores à base de frutos)
c) Por extratos ou essências
d) Por adição de cremes e natas (cream liqueurs)
Os métodos de fabricação podem ser a frio ou a quente.

Destilação
Pode ser usada a destilação por álcool ou por água.
Destilação por álcool: É um processo, normalmente, executado num pequeno alambique de cobre. O agente aromático é embebido em álcool por algumas horas e colocado no alambique, onde lhe é adicionado álcool.
Desta destilação apenas uma parte do licor destilado é aproveitada, voltando o resto a ser redestilado em nova “jornada”.
Destilação por água: Este método é usado para ervas e flores muito delicadas. São embebidas em água e só depois se procede à sua destilação suave, em alambique. Este procedimento permite preservar os aromas. A esta água destilada e aromática junta-se álcool puro (espirituoso).
Por este processo são feitos alguns dos mais famosos licores existentes no mercado.

Infusão/Maceração
O processo de infusão pode ser feito a frio ou a quente. Quando é feito a frio as frutas são esmagadas e colocadas num recipiente de água fria por um período de tempo que pode ir até um ano. Após este período o líquido é filtrado e adicionado a álcool neutro.
As fases deste processo são as seguintes:
a) Homogeneização
b) Repouso (em recipiente de vidro por algumas semanas)
c) Refrigeração
d) Filtragem (através de carvão ou outros sistemas)
e) Engarrafamento.

Extratos ou Essências
É o método mais usado no fabrico dos licores por ser mais econômico e prático. Talvez, por isso, a qualidade destes licores seja inferior a de outros obtidos por processos diferentes.
Nos licores fabricados por este processo entram os seguintes elementos: água, álcool, açúcar, essências, corante.

Adição de Natas e Cremes
Este tipo de licor apareceu recentemente. Embora o creme (natas, cremes a base de leite) já fosse usado em imensas composições de bar, só a partir do ano de 1975 a firma irlandesa R.A. Bailey aperfeiçoou a técnica de combinar um espírito com as natas sem que estas azedassem. Como resultado desta experiência apareceu o famoso Bailey Irish Cream.
Este tipo de licor considerado tecnicamente como Cream Liqueurs não deve ser confundido com os ”Créme Liqueurs”, que não incluem natas na sua composição. Exemplos: creme de banana, creme de menthe.
Os cream liqueurs são de mais baixo teor alcoólico que os outros licores.
Ex.: o Bailey e o Emmets, 17%.

Como são feitos os licores
É bastante difícil saber a composição de certos licores devido ao cuidado que existe em manter a sua fórmula em segredo.
A diferença entre os licores e outras bebidas alcoólicas é que o licor pode ser produzido facilmente de maneira artesanal e esta é a razão pela qual muitas vezes os licores artesanais são mais deliciosos e especiais que os industrializados. Independentemente do tipo de produção pelo qual são elaborados, a maioria dos licores podem alcançar entre 15 e 55 por cento de graduação alcoólica, tornando-se bebidas alcoólicas fortes.

Os melhores e mais sofisticados licores são feitos pelo processo de destilação do álcool. Os componentes aromáticos do licor são adicionados ao destilado base, compondo uma mistura que depois será destilada. O produto é então adocicado e, se for o caso, recebe um corante. Já no processo de infusão os componentes da receita ficam macerando dentro do álcool por um longo período. Depois disso, com o líquido fortemente aromatizado, a mistura é filtrada e recebe açúcar. Seja qual for o processo, espera-se o tempo necessário para a consumação do perfeito casamento entre perfumes e sabores.

A Lei Brasileira sobre licores
A Legislação Brasileira para bebidas (BRASIL, 2009) define licor como a bebida com graduação alcoólica de 15 a 54% em volume, a 20ºC, e um percentual de açúcar superior a 30 g/L, elaborado com álcool etílico potável de origem agrícola ou bebidas alcoólicas, adicionada de extrato ou substâncias de origem vegetal ou animal, substâncias aromatizantes, saborizantes, corantes e outros aditivos permitidos em ato administrativo complementar.

Como se servem licores
A maneira mais simples de servir as deliciosas bebidas que são os licores é a mais usual, numa taça própria (cálice de licor), após as refeições e como digestivo.

Bebidas compostas com licores

Coffee Drinks: são usados vários licores para confeccionar os chamados «coffee drinks», alguns exemplos dos licores utilizados nestas bebidas: Tia Maria, Kahlua, Strega, Benedictine, etc.

Frappés: frappé é uma forma de servir alguns tipos de licores (especialmente nas tardes quentes de verão), em copo tipo old fashioned ou taça dupla de cocktail, com gelo moído

On-the-Rock’s: já é muito freqüente beber licores com gelo, aconselhável: 2 a 3 pedras de gelo.

Tipos de licor

Licores de uísque

• Baileys    baileys

• Buchanan’s Liqueur

• Carolans

• Drambuie

• Glayva

• Johnny Walker

• Lochan Ora

Licores de ervas

• 43 (Cuarenta y Tres)

• Anis del Mono

• Bénédictine

• Centerba

• Chartreuse

• Frangelicofrangelico_bottle_glass

• Galliano

• Irish Mistkummel

• Kümmel

• Sambuca Romana

• Strega

Licores de frutas

• Amadeus

• Amaretto Dell’Orso

• Amaretto Di Saronno

• Charleston FolliesMarie_Brizard_Ch_4cd9395db8eb3

• Cointreau

• Curaçau

• Dolfi Fraise Des Bois

• Gran Torres

• Grand Marnier Cordon Rouge

• LimoncellolimoncelloGrandMarnier_CordonRouge

• Maraschino

• Midori

• Nocello

• Peach Tree

 

 

 

 

 

 

 

Licores de chocolate

Muitos países produzem licores de chocolate. Alguns são aromatizados com café, menta, laranja ou nozes, entre outros componentes. Geralmente são servidos após o jantar e no fim da noite, com ou sem gelo, dependendo da temperatura do dia.

• GalaMozart_Distillerie_bottles

• Mozart

• Truffles

• Vandermint

vandermint

 

Licores diversos

• Advocaat

• Amarula

• Bols

• Calisay

• Giffard

• Gold Wassergold wasser

• Kahlúa

Marie Brizard

• Parfait Amour

tia mariaTia Maria

• Wild Turkey Liqueur

Fontes
Almanaque Borda d’Água 2012, Editorial Minerva, Lisboa; Tipos de Licores e Fabrico de Licores, editado por Anderson Viana.
Licores – Segredos e Tradição – Edite Vieira Phillips, Colares Editora.
Licores de Portugal, Ana Marques Pereira.

Chá Aromatizado

chá abacaxí

2 colheres de sopa bem cheias de chá preto a granel

4 rodelas de abacaxi in natura, sem casca

casca de 1 laranja

4 rodelas de limão

cravos da índia e canela em pau à gosto

1 colher de sopa de essência de baunilha (opcional)

2 litros de água

Juntar todos os ingredientes em uma panela com a água (exceto o chá e a essência de baunilha),  depois que entrar  em ebulição, deixar ferver por 10 minutos. Após desligar o fogo e encerrar a fervura, juntar o chá  e a essência de baunilha, misturar bem, tampar a panela e deixar descansar para obter o sabor do chá preto, e finalmente, coar. Servir quente ou gelado.