Tendências na Gastronomia – 2019

O que comemos também é tendência, faz parte de toda uma cadeia de consumo. Foi realizada recentemente a Food & Nutrition Conference & Expo no Distrito de Columbia, organizada pela Academia de Nutrição e Dietética Norte Americana, quando um dos principais objetivos que era identificar novas tendências alimentares. Também aconteceram as publicações, já tradicionais, de sites, blogs e revistas internacionais que trazem novidades para este assunto.  Abaixo relatamos algumas delas:

Abacate

A guacamole nunca foi tão popular. Na verdade, receitas com abacate invadiram café da manhã, almoço e jantar. Na rede social as buscas por “como plantar um abacateiro” tiveram o aumento de 101%. Agora, a moda é fazer tudo sem sair de casa.

Automação

Agora que as refeições automatizadas estão se tornando mais comuns, prepare-se para ver mais bots no próximo ano. Eles não serão daqueles que fazem reconhecimento facial ou com sistemas de delivery para restaurantes de fast food, mas robôs que realmente fazem sua comida, oferecem serviço de quarto em hotéis e, além de acompanhar os clientes até restaurantes específicos, ajudam a encontrar mesas em restaurantes. Com essa nova geração de gadgets entrando na força de trabalho, não é de admirar que, segundo um artigo recente publicado no “New York Times”, funcionários de hotéis em todo o mundo estejam cada vez mais preocupados com seus novos concorrentes.

Bebidas vegetais

A lactose foi colocada de lado em 2018, devido a diversos problemas digestivos que pode causar e à indústria laticínea cruel com animais. A bebida de amêndoa virou queridinha, mas um vasto crescimento das versões com aveia correspondeu a 186% . Diga olá para leites de aveia, semente de gergelim, nozes e leite de caju!

Cafés especiais

Há alguns anos, cafés especiais chegaram às cidades mais cosmopolitas do mundo.  Porém, nem todo mundo consegue preparar um café rico. Por isso que o conceito de barista é ouvido com mais frequência e é cada vez mais solicitado em cafés gourmet.

O profissional especializado em café de alta qualidade é chamado de barista. Ele é responsável por criar novas e diferentes bebidas à base de café usando diferentes tipos de leite, essências, licores e ingredientes. Adicionalmente, baristas geralmente são especialistas em apresentar café de maneira criativa e artística.

A tendência atual é encontrar novas misturas e adicionar novos ingredientes ao café.  Exemplo disto são misturas com açafrão, espirulina, sementes, entre outros. O objetivo destes mixes é diferenciar o sabor e obter cafés mais nutritivos e energéticos.

Caso recente e que vai ditar tendência para 2019 é a utilização de bebidas vegetais na preparação de opções quentes ou geladas com café.

Carne cultivada em laboratório

Dietas vegetarianas também serão tendências em 2019, mas de uma maneira diferente. Em vez de comer carne no estilo tradicional, haverá mais carnes e proteínas cultivadas em laboratório, que mudarão o modo como você (e muitos dos carnívoros) enxergam a comida. Aqui está uma maneira muito simplificada de descrever o conceito: é arrancada uma ou duas células de um animal, em vez de matá-lo. A partir delas, produz-se o alimento em grande escala. Embora isso não agrade a todos, vegetarianos e veganos vão adorar a novidade, que vai contribuir para a eliminação de matadouros, redução de gases de efeito estufa e consumo de energia. Previsivelmente, haverá resistência. Pecuaristas estão lançando campanhas para evitar com que essas proteínas geneticamente modificadas sejam chamadas de “carne”. Além disso, as proteínas à base de plantas, como a proteína de ervilha, assim como outras leguminosas, nozes e sementes, aparecem em preparos quentes, exemplo dos hambúrgueres vegetarianos.

Chuchu, chuchuzinho!

O chuchu complementa várias receitas e, devido a seu sabor curinga, ele pode ser feito com vários temperos. Por isso, não torça o nariz para o vegetal que teve um pico de busca de 76%.

Cogumelos

Suculentos e macios, os cogumelos saíram do rodízio de comida japonesa e dos molhos italianos para adentrar inúmeras receitas. Essa alta representou um crescimento de 64% nas pesquisas no Pinterest, por exemplo..

Comer mais em casa

Por que almoçar ou jantar fora quando é possível comer bem em casa? Dado o aumento dos preços nos restaurantes, ainda mais pessoas podem optar pela alimentação caseira em 2019. Segundo a NPD, empresa especializada em análise e consultoria do setor varejista que identifica tendências de mercado, 82% das refeições são preparadas em casa. Salários, finanças apertadas e altos impostos também são fatores notáveis. Uma outra razão é que os millennials, um segmento de mercado de US$ 75 milhões só nos EUA, gostam e não tem medo de cozinhar. Isso sem esquecer da popularidade das marmitas, que contribuem para essa nova tendência.

Comida de verdade

Comida de verdade é uma das tendências que vai invadir as redes sociais em 2019. Como resultado, o lema “mais mercado e menos supermercado”, estará em consonância com a compra de alimentos “mais real”, consumindo alimentos em seu estado mais natural possível.

Dieta Pegan

Caso você não esteja familiarizado, esse tipo de alimentação mistura o vegano e o paleolítico, pois que os alimentos passam a ser valorizados em sua forma original. O termo “eating pegan” foi procurado  no Pinterest em 337% a mais do que no ano passado.

Frutas tropicais

Cansada de açaí? Você pode estar com sorte. A Whole Foods está prevendo que frutas tropicais como goiaba, pitaya, carambola e maracujá serão o centro das atenções em 2019.

Se você está cansado da sua maçã, troque por uma dessas frutas tropicais de vez em quando. Frutas diferentes têm perfis nutricionais ligeiramente diferentes, mas todas são ricas em fibras, vitaminas e carboidratos saudáveis.

Geléia de panela

Compotas e geleias são muito mais saborosas quando caseiras. O preparo pode ser muito fácil, basta escolher o seu sabor favorito.

Grab and go

Como os consumidores e suas famílias vivem estilos de vida mais ocupados, eles estão exigindo mais conveniência, especialmente quando se trata de obter refeições. O “grab and go” é bastante comum mundo afora, mas aqui no Brasil, tem muito mercado para avançar.

O segmento “grab and go” é um nicho de alto valor. Aqueles que capitalizarem em 2019 os gostos, os hábitos e os interesses dos jovens consumidores estarão em boa posição para conquistar sua lealdade.

Portanto, disponibilizar opções “grab and go” em restaurantes é uma maneira de atender o público que não quer gastar muito tempo comendo em restaurantes. A essência do “grab and go” é ofertar alimentos mais saudáveis e frescos embalados de forma prática que valorize o alimento.

Massas de leguminosas

Macarrão feito de grão de bico e lentilhas vermelhas e verdes! Esta é uma categoria que definitivamente decolou; até mesmo as tradicionais empresas de massas nos Estados Unidos aderiram. a tendência apenas dá ao consumidor amante de massas outra opção saudável.

Probióticos

Os probióticos, ou microrganismos vivos que podem beneficiar a saúde digestiva, não são novidade, mas os produtos em que aparecem não estão mais limitados aos iogurtes. Este ano, i água com gás probiótico, bebidas sem leite e farinha de aveia. Apenas tenham  atenção que existem muitas cepas diferentes de probióticos e nem todas as cepas terão o mesmo efeito para todos os consumidores.

Sabores azedos

Em termos de sabor da moda, no próximo ano, a tendência da gastronomia é o gosto mais azedo. Graças à popularidade e influência das cozinhas coreana, filipina e persa, mais e mais elementos azedos estarão presentes no prato. Para se ter uma ideia, existem tacos kimchee, quesadillas, mac-and-cheese e até mesmo sorvete nos “novos” pratos de inspiração coreana, além de receitas à base de vinagre, com molhos típicos de cardápios filipinos, e muita acidez de calamansi, ruibarbo, kunzite (laranja azeda), tamarindo e romã, característicos de restaurantes persas.

Shots e águas saborizadas

Os benefícios dos shots de limão, gengibre e cúrcuma vieram com tudo, para melhorar o funcionamento do organismo e aproveitar das características antioxidantes dos alimentos.

E você, prefere tomar café ou chá?

Além de serem uma delícia, o café e o chá podem ainda se complementar já que têm substâncias importantes – a cafeína, por exemplo, acelera o coração e o cérebro; já a teína, presente no chá, diminui a excitação do cérebro causada pela cafeína, dando mais concentração e foco.

O CAFÉ

coffe arabicaO café é uma bebida produzida a partir dos grãos torrados do fruto do cafeeiro. É servido tradicionalmente quente, mas também pode ser consumido gelado. O café é um estimulante, por possuir cafeína — geralmente 80 a 140 mg para cada 207 ml dependendo do método de preparação.

Espécies e varietaisxícara café
Coffea arabica, Moca, Coffea canephora (robusta), Kopi Luwak, Coffea liberica

Métodos de preparo
Café coado • Café de percolador • Espresso (lungo, ristretto) • Café turco • Café solúvel • Cafeteira italiana • Prensa francesa

Bebidas com café
Café americano/Long black • Café-com-leite • Cappuccino • Galão (café) • Garoto (café) • Irish coffee • Latte • Macchiato (espresso, latte) • Red eye • Café bombón

O segmento de cafés especiais representa, hoje, cerca de 12% do mercado internacional da bebida. Os atributos de qualidade do café cobrem uma ampla gama de conceitos, que vão desde características físicas, como origens, variedades, cor e tamanho, até preocupações de ordem ambiental e social, como os sistemas de produção e as condições de trabalho da mão-de-obra cafeeira.

Para diferenciação dos cafés especiais, deve-se ter como base atributos físicos e sensoriais, como a qualidade da bebida, que precisa ser superior ao padrão. As principais categorias de cafés especiais são:

Café de origem certificadaEstá relacionado às regiões de origem dos plantios, pois alguns dos atributos de qualidade do produto são inerentes à região onde a planta é cultivada;

Café gourmet – Grãos de café arábica, com peneira maior que 16 e de alta qualidade. É produto diferenciado, quase isento de defeitos;

Café orgânico – É produzido sob as regras da agricultura orgânica. O café deve ser cultivado exclusivamente com fertilizantes orgânicos e o controle de pragas e doenças deve ser feito biologicamente. Apesar de ter maior valor comercial, para ser considerado como pertencente à classe dos cafés especiais, o café orgânico deve possuir especificações qualitativas que agreguem valor e o fortaleçam no mercado;

Café fair trade – É aquele consumido em países desenvolvidos por consumidores preocupados com as condições socioambientais sob as quais o café é cultivado. Nesse caso, o consumidor paga mais pelo café produzido por pequenos agricultores ou sistemas de produção sombreados, onde a cultura é associada à floresta. É muito empregado na produção de cafés especiais, pois favorece a manutenção de espécies vegetais e animais nativos.

O CHÁ

planta chá

Origem do chá

Consumido depois da refeição, no fim da tarde, antes de dormir, ou a qualquer momento, o chá – que teve sua origem no Oriente – tornou-se popular em vários países e também no Brasil, sendo a segunda bebida mais consumida no mundo, depois da água. É feito com a infusão de folhas em água quente e, tradicionalmente, são usadas folhas da planta chamada chá (camellia sinensis), que pode ser verde, branco, preto ou Oolong, intermediário entre o verde e o preto. Em relação aos chás, eles são classificados de acordo com o processo de fermentação – o chá verde, por exemplo, não é fermentado e, por isso, é o que tem as propriedades mais conservadas do que outros, como o chá branco e o preto. Cada variedade adquire um sabor definido de acordo com o processamento utilizado, que pode incluir oxidação, fermentação, e o contato com outras ervas, especiarias e frutos. Com o tempo, os povos começaram a usar outras folhas, flores e frutos. Devemos observar que há ainda uma diferença entre chá e infusão – bebidas de ervas e frutas que as pessoas costumam chamar de chás são, na verdade, infusões, porque não têm a folha de camellia sinensis.

Além de proporcionar um momento de relaxamento ou de reunir amigos, tomar chá é um hábito muito saudável. Dependendo da folha usada na infusão, a bebida pode oferecer nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo

Inicialmente consumido apenas com objetivo medicinal,  aos poucos passou a ser usado, como bebida, por prazer.O pioneiro na difusão dessa característica foi Confúcio, líder espiritual chinês que desenvolveu e disseminou preceitos éticos no século VI a.C. O chá aportou na Europa, trazido por holandeses e portugueses, devido às colônias que tinham na China. Mas foi no século XVIII que a bebida se espalhou pelo mundo, pois os ingleses incluíram o chá no cardápio diário, o famoso ‘chá das 5’.

O Chá Verde, um protetor natural

O chá verde e o chá preto são preparados com folhas da mesma planta, Camellia sinensis. O chá preto é responsável por 75% do chá consumido no mundo e o chá verde, por apenas 22%. O chá que era consumido como medicamento, passou a ser do gosto popular devido as suas característica organolépticas. Seus componentes flavonóides e catequinas apresentam uma série de atividades biológicas, antioxidante, quimioprotetora, antiinflamatória e anticarcinogênica. Vários estudos vêm sendo desenvolvidos por pesquisadores em varias regiões do mundo para comprovar estas atividades terapêuticas, objetivando compreender os mecanismos de ação do chá verde.

Modo de preparoChá bule
Nada mais simples do que preparar um chá; basta ferver a água e depois colocar as folhas em infusão. O ideal é a bebida ser tomada entre as refeições – quente ou fria – e seu preparo ser feito na hora. Quando deixado em garrafa térmica, o chá pode perder até metade das propriedades funcionais. Apesar de em muitos países, como a Inglaterra, o chá ser misturado ao leite, nutricionistas informam que esse modo de preparo prejudica a absorção das catequinas, encontradas principalmente no chá verde e responsáveis pela ação antioxidante.

Agora, que tal preparar um café ou chá  bem aromático, reconfortante? Veja onde encontrar cafés e chás especiais ,  dicas para fazer um ótimo café, uma sugestão de chá aromatizado e mãos à obra!

Onde encontrar cafés e chás especiais

Para adquirir café especiais:tipos-de-cafe

Café do Mercado  -Lojas

www.cafedomercado.com.br

Galeria Mercado Público – Banca F – Quadra II Centro Histórico – tel (51) 3224.2890
Trav. Acilino de Carvalho – Borges de Medeiros, 453 loja 8 – tel (51) 3286.5037
Shopping Praia de Belas – Cafeoteca Café do Mercado
Av. Praia de Belas, 1181, primeiro piso – tel (51) 3232 2233

Baden Cafés Especiais www.badencafe.com.br
Av. Jerônimo de Ornelas, 431 – Santana tel (51) 3209-7427

On Line

William & Sons Coffee Company
http://williamsonscoffeecompany.nuvemshop.com.br

Suplicy Cafes Especiais http://loja.suplicycafes.com.br

Martins Café http://www.martinscafe.com/loja

Mazzi Café http://lojamazzicaffe.com.br/

Para adquirir chás sensacionais: chá a granel

Teeladen A Loja do Chá na Loja Energia Vital www.lojadocha.com.br
Rua 24 de Outubro, 1280 – tel: (51) 3328.3313- (51) 3328.8068- (51) 3334.9930

El Té   www.elte-casadechas.com/
Rua 24 de Outubro, 111 Loja 35 – tel: (51) 3517-9255

Tea Shop Iguatemi –Shopping Iguatemi www.teashop.com.br/iguatemi-porto-alegre/
Praça de Eventos Érico Veríssimo
Av João Wallig, 1800

Tea Shop Padre Chagas www.teashop.com.br/tea-shop-padre-chagas-porto-alegre/
Rua Félix da Cunha, 1215

Mercado Público ( bancas que vendem erva-mate, também ofertam chás a granel)