Receitas com flores!

RECEITAS

Acompanhando o clima da primavera/verão, trazemos aqui algumas receitas com flores comestíveis para você ousar na cozinha.

Alcachofras à romana

Ingredientes

  • 6 alcachofras

Para o Molho:

  • 1 e 1/2 dente de alho para cada alcachofra
  • 2 folhas de hortelã para cada alcachofra
  • 1 ramo de salsinha para cada alcachofra (só folha)
  • 1 copo de vinho branco seco para 6 alcachofras
  • 1/2 copo de azeite de oliva para 6 alcachofras
  • Pimenta síria a gosto ou pimenta-do-reino
  • 2 colheres de café de molho de pimenta vermelha
  • Sal a gosto, ½ limão

Preparo das alcachofras: Limpe as alcachofras, retirando a paina e descartando as folhas. Desfie os talos, aproveitando os mais tenros.Deixe os talos e coração das alcachofras submerso em água e limão.  Prepare o molho. Escorra, leve-as à uma panela, acrescente o molho por cima, deixe cozinhar em fogo baixo até amaciar. Deixe esfriar, acondicione-as em um recipiente que possa ser fechado e leve à geladeira até a hora de servir. Depois de pronto, sirva como aperitivo gelado, com pão italiano.

Preparo do molho: Bata todos os ingredientes do molho no liquidificador. Despeje por cima dos talos e alcachofras. Lave o liquidificador com um pouco de água e jogue por cima das alcachofras.

Sugestão extra: prepare uma massa (espaguete, linguini, talharini ou outra da preferência). Depois de cozida al dente, aqueça manteiga, adicione na massa e junte a alcachofra cortada em quatro pedaços mais o molho. Polvilhe o queijo ralado e bom apetite!

Salada florida com vinagrete

Ingredientes

    • 1 colher (café) de aceto balsâmico
    • colher (sobremesa) de azeite de oliva
    • alface crespa roxa
    • alface orgânica
    • endívia roxa
    • fatias de manga
    • soja em flocos
    • amor-perfeito
    • sal a gosto

Modo de preparo

Monte buquês com as alfaces, a endívia e as fatias de manga e coloque-os sobre cada cumbuca ou prato. Polvilhe com os flocos de soja e distribua por entre as folhas as flores do amor-perfeito.
Misture em pequenos bowls individuais o vinagre, o azeite e o sal para que os convidados temperem suas saladas no momento de consumirem.

Risoto de capuchinha

Ingredientes:

      • 1 xícara de arroz carnaroli (ou arbóreo)
      • 1 l de caldo de legumes
      • ½ cebola grande picada
      • 1 dente de alho picado
      • 1 cálice (de licor) de vinho branco
      • 10 flores de capuchinha
      • 10 folhas grandes de capuchinha
      • 2 colheres (sopa) de queijo gorgonzola picado
      • 1 colher (sopa) de manteiga
      • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:em uma frigideira grande, refogue no azeite a cebola e o alho, deixe dourar e acrescente o arroz. Frite por alguns segundos e adicione o vinho, espere o álcool evaporar e acrescente 2 conchas de caldo de legumes. Conforme o arroz for secando vá colocando mais uma concha de caldo, repita o processo até obter um arroz levemente al dente. Após 20 minutos de preparo, adicione as folhas de capuchinha. Desligue o fogo, adicione a manteiga e tampe por alguns poucos minutos. Destampe, mexa para misturar a manteiga derretida ao arroz, acrescente as flores levemente picadas e o queijo gorgonzola, misture delicadamente e sirva imediatamente. Decore com mais flores de capuchinha.

 

Sopa creme de couve-flor

Ingredientes

      • 2 colheres (de sopa) de azeite
      • 1 xícara (de chá) de cebola picada (1 grande)
      • 3 dentes alho picados
      • 1 batata bem picada (1 xícara ou 100g)
        600g de couve-flor separada em buquês (1 média)
      • 4 xícaras (de chá) de caldo de legumes(960ml)
      • 1 folha de louro
      • Sal a gosto (uso cerca de 1 colher de chá)
      • Pimenta moída a gosto
      • Noz moscada, Cominho, Salsinha e Cebolinha a gosto

Modo de preparo: Em uma panela grande em fogo médio, coloque o azeite e refogue a cebola e o alho até ficarem levemente dourados. Adicione a batata picada e refogue por 1 minuto. Acrescente a couve-flor separada em buquês, tempere com sal a gosto e refogue por mais 2 minutos. Coloque a folha de louro, o caldo de legumes (ou água), tampe e deixe os ingredientes cozinharem por cerca de 20 minutos, ou até que fiquem bem macios. Corrija o sal, se necessário, e adicione uma pitada de noz moscada e pimenta moída a gosto.

Espere esfriar um pouco antes de bater por causa do vapor quente. Retire o louro e bata até obter um creme uniforme. Esta sopa pode ser servida quente ou geladinha.

Dica: Se quiser, use algum tipo de leite, tanto de origem animal (vaca ou cabra), quanto leite vegetal, como de amêndoas,de coco ou de castanha,no lugar de parte do caldo de legumes. O creme ficará ainda mais cremoso.

Merengue com frutas vermelhas e mini rosas

Ingredientes

      • 1 lata de leite condensado
      • 1 lata de creme de leite
      • 1 e ½ limão-siciliano
      • 6 amoras firmes
      • 6 morangos firmes
      • 6 framboesas firmes
      • 1 colher (sopa) de geleia de framboesa(bem cheia)
      • ½ copo de água
      • flores comestíveis (mini rosas) vermelhas ou rosa
      • 1 pote de chantilly
      • suspiros, ou merenguinhos

Modo de preparo

Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite e o suco dos limões até chegar a um ponto de creme espesso. Em uma panela, junte as frutas, a geleia e a água e deixe por 10 minutos em fogo médio (170 ºC a 190 ºC). Para montagem individual, cubra o fundo de uma cumbuca ou xícara com uma base de creme de limão. Em seguida, coloque uma camada de suspiro, outra de chantili e finalize com a calda das frutas vermelhas. Enfeite a superfície com as mini rosas.

Flores Comestíveis – uso, aplicações, uma festa no prato!

Nessa vida passageira, Eu sou eu, você é você
Isso é o que mais me agrada, Isso é o que me faz dizer
Que vejo flores em você...

Compositor: Edgard Pereira     Ira!  Álbum:Vivendo e não Aprendendo

Quando pensamos em flores, geralmente esperamos que sejam mais decorativas que propriamente um alimento. Enganados estamos!

Elas começaram a ganhar espaço nos belos pratos de chefs estrelados como decoração. Agora, a lavanda, rosa e hibisco aparecem em lattes, infusões e chás. Já a flor de sabugueiro foi eleita o ingrediente perfeito para coquetéis e bebidas gaseificadas. É o efeito American Tropics: cores fortes, motivos florais e sabores marcantes tem sido utilizados pelos chefs para diferenciar seus estilos.

Flores que te quero em cores!

E se o assunto é acrescentar flores aos alimentos, boa parte das pessoas responde com estranheza e até cara feia. No entanto, é bem provável que já tenham se deliciado com algumas delas sem ao menos notar. Pois bem, você já provou brócolis, couve-flor e alcachofra? Apesar de não terem o aspecto encantador das suas irmãs ornamentais, são flores, sim!

As três opções passam longe da ideia de itens exóticos simplesmente porque já são vistas como legumes e podem ser cozidas como eles. Outras flores são servidas na forma natural, por isso o caráter exótico.

Além de contarem com sabor que costuma agradar, trazem benefícios à saúde. A alcachofra, por exemplo, é considerada um eficiente auxiliar da digestão. O cálcio, encontrado em larga escala no brócolis tem papel importante na formação e manutenção dos ossos e dentes. A couve-flor apresenta vitaminas A e do complexo B, que ajudam a evitar problemas de pele e do aparelho digestivo, além da queda de cabelos.

Para não perderem nutrientes, devem ser preparadas de preferência no vapor. E, na hora de comprá-las, fique atento a alguns detalhes: a couve-flor deve ter folhas externas em bom estado, talos firmes e brilhantes, ser uniforme e sem intervalos. Prefira os brócolis bem verdinhos. No caso da alcachofra, recomenda-se escolher a que apresentar talo longo, e inflorescência firme e bem arroxeada.

E as espécies de flores ornamentais e comestíveis?

As flores tidas como ornamentais também fazem sucesso na culinária. Muito mais do que a simples função de enfeitar os pratos com suas cores e formas, entram na composição de muitas delícias. Boragos, calêndulas, capuchinhas, cravos, rosas dão um toque a mais a saladas, caldas, doces, pães, bolos, biscoitos, sobremesas e tortas.

Inseridas desde os primórdios na gastronomia oriental, as flores comestíveis estão ganhando cada vez mais espaço nas cozinhas de todo o mundo, principalmente na culinária orgânica natural, que valoriza não só a quantidade de nutrientes, mas também a boa apresentação e a qualidade de seus pratos. Entre os principais usos para flores comestíveis está a retirada de óleos essenciais, que perfumam e proporcionam sabor a diversos outros alimentos.

As flores comestíveis, assim como as raízes comestíveis, são encontradas em diversos tamanhos, sabores e aromas, variando de acordo com a região em que são cultivadas e com os pratos que acompanham. Para as famílias que querem incentivar a alimentação saudável de seus filhos, flores comestíveis também podem ser uma ótima alternativa para conquistar o apetite das crianças, pois além de inusitadas, são muito saborosas.

Quais benefícios de incluir flores comestíveis no cardápio?

As flores comestíveis possuem propriedades únicas, complementam pratos tradicionais e transformam o paladar quando consumidas. A maior parte das espécies possui alta quantidade de nutrientes, bem como carotenoides eóleos essenciais, o que torna seu consumo totalmente indicado para aqueles que buscam uma alimentação equilibrada e saudável.

O hábito de inserir flores no preparo dos alimentos tem origem em uma antiga tradição asiática, mas hoje, mesmo que pouco difundido, já faz parte da culinária ocidental, tornando-se inclusive o toque especial de chefs e nutricionistas que prezam pela qualidade da alimentação.

As flores comestíveis podem acompanhar saladas, sopas, frutas, bolos, pratos frescos, peixes, bebidas, vinhos, doces, conservas e também podem ser consumidas cristalizadas. São práticas e transformam a aparência dos pratos, deixando-os mais sofisticados e perfumados.

O paladar do amor-perfeito, por exemplo, é ligeiramente adocicado. O da capuchinha é picante e lembra o do agrião, enquanto o do dente-de-leão parece com o do mel.

Como utilizar flores ornamentais e comestíveis?

Se ficou com vontade de experimentar, nem pense em colher as plantas do jardim ou do vaso que enfeita a mesa da sala. Podem ter sido contaminadas de alguma maneira ou conter partes venenosas. Devem ser adquiridas em produtores especializados, que as cultivam sem o uso de produtos químicos.

Antes de colocar as flores no prato ou na bebida, é preciso saber quais partes são consumíveis e quais são nocivas à saúde. Muitas flores permitem o consumo de suas pétalas e inflorescência ao mesmo tempo em que podem conter toxinas no caule ou no miolo. Conhecer a flor que deseja consumir é fundamental para evitar indigestão ou o mal-estar após o consumo.

Também é preciso saber preparar a planta após colher. Os chefs de cozinha recomendam colher em horários de clima mais fresco, realizar a retirada das partes desnecessárias, lavar delicadamente com água em temperatura ambiente e deixar secar em toalhas de papel, dessa forma as flores não perdem seu sabor ou aroma e permanecem intactas para o uso.

Lave as flores somente com água de forma delicada, vale até usar um spray, pois são frágeis e machucam com facilidade. Deixe que sequem naturalmente ou aposte em toalhas de papel. Remova os estames e pistilos. Partes brancas, grandes estames e pistilos normalmente são amargos e não devem ser mastigados. O ideal é que sejam consumidas sem cozimento, preservando a aparência e o gosto.

Extremamente frágeis, melhor que sejam compradas, no máximo, um dia antes de ir à mesa. Para evitar que murchem, mantenha-as na caixinha original, guardada na parte baixa da geladeira. Dica: para que mantenham o ar de bem fresquinhas, só adicione as flores à receita na hora de servir.

CONHEÇA ALGUMAS FLORES COMESTÍVEIS:

ALCACHOFRA

Conta com vitaminas do complexo B, potássio, cálcio, fósforo, iodo, sódio, magnésio e ferro. O sabor amargo estimula as secreções digestivas. A flor é considerada um eficiente auxiliar da digestão e a ciarina (substância encontrada na planta) pode melhorar as funções do fígado.

AMOR PERFEITO

A flor Amor Perfeito pode ser utilizada inteira na hora de aromatizar vinagres, bebidas, sopas e até mesmo saladas.Oferece um arco-íris e um sabor levemente adocicado – por isso, é indicada para receitas agridoces ou sobremesas. Mas podem produzir um interessante contraponto nos pratos picantes.

ÁSTER DA CHINA

A Áster da China foi por muito tempo utilizada como flor ornamental, atualmente é inserida em saladas cortadas mais finas, como repolho, pepino e cenoura. Contudo, é necessário retirar o miolo antes do preparo;

BORAGO

As pétalas miúdas, entre o azul-claro e o roxo, apresentam sabor delicado, que não interfere tanto nas receitas. Versátil, enriquece saladas, pratos frios, drinques e sobremesas. Também conhecida como borragem, é uma planta medicinal (Borago officinalis) usada como expectorante e fornece certa dose de vitamina C. Algumas pessoas acham seu sabor semelhante ao do pepino. As folhas são usadas em compressas para suavizar problemas de pele.

BRÓCOLIS

Suas folhas, flores e talos são comestíveis. O vegetal é rico em cálcio (importante para a formação e manutenção dos ossos e dentes) e fonte de vitaminas A e C. Também apresenta ácido fólico (indicado para gestantes), selênio e potássio.

CALÊNDULA DOBRADA

Com um florescimento mais rápido que as demais flores, a Calêndula é muito utilizada em saladas, sobremesas, no arroz, e tende a substituir o açafrão na culinária tradicional. Seu miolo é indigesto e deve ser retirado antes do preparo. Em contrapartida é rica em carotenoides e perfeita para atrair o público infantil

Há muitos anos já era utilizada na alimentação por ser um bom corante para caldas e bolos. Em geral, usa-se apenas a pétala, que pode ser amarela ou alaranjada. Bem aromática, é recomendada para saladas e risotos. Experimente com purê de inhame.

CAPUCHINHA

É a mais comum e fácil de encontrar. Rica em Vitamina C,  apresenta propriedades digestivas,  tem um sabor picante, e ligeiramente amargo, que lembra folhas de agrião,  a Capuchinha é muito utilizada na gastronomia, tendo suas flores e folhas utilizadas principalmente em saladas. Vai do amarelo ao rubi e combina com canapés e saladas.

COUVE-FLOR

Possui quantidade apreciável de sais minerais importantes, como cálcio, fósforo e ferro, que atuam na formação dos ossos, dentes e sangue. Apresenta vitaminas A e do complexo B (B2 e B5), que têm como função evitar problemas de pele e do aparelho digestivo, além da queda de cabelos. Suas folhas verdes são muito eficazes no combate às anemias. Vegetal de fácil digestão, é neutralizante da acidez estomacal e indicado contra a prisão de ventre.

CRAVO

Tem sabor doce, parecido com o da noz-moscada. A flor é sugerida para saladas e guarnições.

DENTE-DE-LEÃO

Com um sabor muito semelhante ao mel, o Dente-de-leão é frequentemente utilizado em doces, sobremesas e pratos sofisticados. Interessante para compor saladas, se for colhida jovem e servida logo em seguida.

FLOR DE ABOBRINHA

Na Itália, costuma ir à mesa empanada em uma massa leve, recheada de mussarela e anchova (ou presunto cru). Supefrágil, raramente chega aos nossos mercados – a saída é encomendar na feira.

 

 

FLOR DE ALHO

Boa pedida para quem busca dar um toque de alho ao sabor da salada ou outra opção gastronômica. As flores do alho comum são brancas e do alho porró, lilases ou arroxeadas.

FLOR DE CEBOLINHA

Opção para dar um toque acebolado à salada ou outro prato.

FLOR DE COENTRO

Lembra as folhas da erva, mas sem tanta potência. Como muita gente tem rejeição ao sabor intenso do coentro, a flor é substituta delicada em receitas de peixe.

 

 

FLOR DE MANJERICÃO

 

 

 

As variedades de manjericão existentes possuem pequenas flores, quais variam de coloração, comumente as vemos nas cores brancas, esverdeadas e roxas. Para que o pé de manjericão possa crescer mais vistoso temos que retirar suas flores, pois elas consomem muita reserva energética da planta. O que muitos não sabem é que, ao fazermos este tipo de poda, podemos utilizar as flores em saladas, salgados e, principalmente, em água de cozimentos, como na do macarrão. Lembrando que seu aroma e sabor são mais intensos que as folhas.

FLOR DE MEL

Os mini buquês brancos têm sabor levemente adocicado, com notas de mel – daí o seu nome. Fica ótima em sobremesas ou em pratos salgados que levam frutas.

HIBISCO

O Hibisco possui seu característico sabor cítrico, perfeito para incrementar bebidas, saladas e xaropes. Por ser ligeiramente ácido, o Hibisco exige um maior controle em relação à quantidade consumida. Além de render gostosas infusões, quentes ou geladas, é matéria-prima de geleias artesanais. Decora pratos, mas suas pétalas grandes não ficam tão delicadas in natura.

LAVANDA

Os tons cítricos da Lavanda são conhecidos em chás e bebidas medicinais, contudo, poucos sabem que a flor também pode ser consumida em biscoitos, bolos, sorvetes e até mesmo no vinho, deixando os pratos muito mais bonitos e elegantes. Pode entrar na composição de muitas delícias da culinária: chás, biscoitos, xaropes, bolos, cheese cakes, sorvetes, geleias, tortas, vinhos, vinagretes.

MALMEQUER

A Malmequer é uma planta muito popular no Brasil e seu consumo é majoritariamente em saladas, personalizando a decoração e oferecendo um aroma diferenciado à composição;

VIOLETA

Para quem pretende utilizar Violetas na culinária, recomenda-se o uso da espécie Viola odorata, ideal para doces, xaropes e bolos.  Entra em receitas e também é usada para decorar pratos. Há doce, chá, bolo e xarope de violeta. Boa pedida para saladas, geleias, manteiga.

MINI ROSA

Inteira, gera desconfiança, pois há quem evite comê-la, temendo espinhos. Mas a rosa comestível é inofensiva, tem perfume intenso e vai bem em saladas e doces. Pode-se usar despetalada para decorar os pratos.

PÉTALAS DE ROSAS
pétalas de rosa vermelhas

As pétalas de rosas são perfeitas para enfeitar bolos, sobremesas, saladas e pratos de verão. Além de perfumadas, conseguem surpreender na aparência do prato final. É muito usada para aromatizar e decorar doces com caldas e, ainda, compor saladas. As pétalas de rosas também são empregadas em xaropes, sorvetes, guarnições, geleias, manteiga.

Podem ser cristalizadas, ficam lindas!